J O A L H A R I A  E  T E C N O L O G I A

É o cavalo do tempo a galopar…

Ninguém pode detê-lo.

Vê-lo,

É ver, a sonhar,

Um relâmpago a rasgar

O céu dum pesadelo.

Miguel Torga, Apocalipse

 

O presente é o único momento em que podemos olhar para o que passou enquanto imaginamos o que virá, em que passado e futuro virtualmente se encontram permitindo-nos dar forma a algo novo, unindo o que aprendemos ao que sonhamos.

 

A palavra tecnologia deriva do grego techni (técnica, arte, ofício) e logia (estudo, razão).

Hoje em dia é quase impossível dissociar o termo tecnologia do universo digital, mas no passado a roda foi a tecnologia mais avançada do seu tempo e a escrita, com que hoje em dia raramente interagimos sem o recurso a um monitor, uma inovadora ferramenta de comunicação.

 

A própria joalharia tem também evoluído ao longo dos tempos - se no passado a fundição por ceras perdidas terá revolucionado a produção em série, hoje em dia, a impressão 3D ou o corte a laser permitem desenvolver peças com formas ou em materiais antes impensáveis, permitindo, através da técnica, levar também a arte a um outro nível.

Seremos capazes de imaginar como será a joalharia daqui a cem anos?

 

O que hoje nos parece impossível de conceber será um dia banal, mas ainda que o tempo relativize o espanto inerente a todas as invenções, uma característica continua a servir-lhes de base: a inovação. E esta constante insatisfação humana, a par de uma inesgotável criatividade, não deixa de ser também um reflexo da sua optimista capacidade de ver no futuro um mundo melhor.

 

A consciência da inevitabilidade do futuro traz com ela medo e esperança, novas soluções e novos problemas, diferentes visões da cultura e da sociedade.

Numa era em que parecemos fugir à realidade para encarnar personagens num mundo cada vez mais virtual é importante questionar: será a nossa vida realmente facilitada pela proliferação de ferramentas e níveis de conhecimento cada vez mais acessíveis a qualquer utilizador? Poderá a máquina alguma vez substituir o Homem? Tecnologia como facilitadora ou repressora?

 

É esta a reflexão que propomos aos autores este ano - que sirva de inspiração na abordagem à joalharia contemporânea!

 

D E S A F I O  2 0 1 8

Com o principal objectivo de mostrar a qualidade e diversidade da joalharia contemporânea, o Tincal lab convidou joalheiros de todo o mundo para um desafio: a criação de até 3 peças com o preço máximo de 100€, inspiradas pelo tema "Joalharia e Tecnologia".

Mais de 40 autores de cerca de 20 países foram seleccionados - e este é o resultado!

Em exposição no Tincal lab de 10 de Novembro a 31 de Dezembro de 2018.

 

J Ú R I

Ana Pina (Portugal) | representante Tincal lab

Arquitecta de formação (FAUP, 2004), trabalha alguns anos nesta área antes de descobrir o mundo da joalharia. Desenvolve uma marca em nome próprio desde 2012, depois de uma formação na Escola Engenho e Arte. Em 2015 funda o Tincal lab, espaço de trabalho, exposição e dinamização da joalharia contemporânea, no centro do Porto.

 

Áurea Praga (Portugal) | representante Joalharia

Dedica-se à joalharia e ilustração, cruzando estas áreas. Pós-Graduada em Design de Joalharia e Mestre em Design, ambos na ESAD Matosinhos; licenciada em Design de Comunicação, pela FBAUP. É actualmente Coordenadora do Departamento de Joalharia e Docente na ESAD Matosinhos desde 2016.

 

Tauan Bernardo (Brasil) | representante Tecnologia

Apaixonado pelas novas tecnologias, designer e maker, foi proprietário de uma agência de design de produto durante 8 anos desenvolvendo equipamentos de tecnologia. Foi director do Garagem FabLab, em São Paulo e professor no IED. Está actualmente sediado no Porto, onde se dedica à consultoria, colabora com FabLabs e dá aulas na Porto Design Factory.

 

P R É M I O S

Prémio Selecção do Júri: Cleopatra Cosulet (RO)

Prémio Selecção do Público (voto presencial e online): Esteban Martínez - Eroski (MX) + Marcin Boguslaw (PL)

O prémio consiste numa exposição individual a decorrer no Tincal lab no ano seguinte.

 

>> Fotos da inauguração

>> Catálogo

 

P A R T I C I P A N T E S

 

Ana Azevedo

Portugal

Ariel Lavian

Israel

CELIS

México

Christine Cook

Nova Zelândia

Chubai Jewelry

China / EUA

Egle Silko Jewelry

Lituânia / Dinamarca

Elizabeth Shaw

Austrália

Enrica Prazzoli

Itália

Esteban Martínez - Eroski

México / Espanha

Letitia Pintilie

Roménia

Letizia Maggio

Itália

Lieta Marziali

Itália / Reino Unido

Louise Seijen ten Hoorn

Holanda / Reino Unido

Marcin Boguslaw

Polónia

Mária Roskó

Hungria

NIIRO Jewelry

Croácia / Eslovénia

NOT by Vera Pinto

Espanha / Portugal

Olga Marques

Portugal

Roos van Soest

Holanda

Sandrine Vieira

Portugal

Sara Marzialetti

Itália / Dinamarca

Sara Shahak

Israel

Teresa Dantas

Portugal

Theresa Storbacka

Finlândia

WEK

Portugal

Zsófia Neuzer

Hungria

Tincal lab . Curadoria e experimentação em joalharia contemporânea