(in)SIDE EFFECT


Dentro do contexto único da 1.ª Bienal de Joalharia Contemporânea de Lisboa, a decorrer entre Setembro e Novembro de 2021, o Tincal lab convidou os artistas que representa na sua galeria a reflectir sobre o tempo em que vivemos.
Mais de um ano depois do lançamento do ANTIVIRUS pelo Tincal lab, o tópico da pandemia continua tão actual quanto real é a ameaça. No contexto do tema SUOR FRIO proposto pela 1.ª Bienal de Joalharia Contemporânea de Lisboa, pedimos aos artistas que reflectissem sobre o EFEITO SECUNDÁRIO - da doença - e da cura. Do medo, da mudança, da pausa involuntária, da reflexão inevitável. Os efeitos secundários são físicos e mentais - afectam pacientes, entes queridos e a população no geral, a quem foi roubada, na melhor das hipóteses, pelo menos a possibilidade de fazer planos para um futuro imediato. Alguns efeitos secundários estão previstos, outros serão imprevisíveis e dependem da reacção de cada um àquilo que pode e àquilo que não consegue controlar.
Seremos já capazes de os avaliar?